Escrevi e arranjei “Ninguém muda ninguém” em março de 2.010. A música deu nome ao meu livro, lançado em agosto.

Letícia Novaes gravou e me enviou uma demo, a música ainda está crua e a gravação é caseira, mas será gravada em breve:

Ninguém Muda Ninguém

(André Dahmer)

eu que tentei tanto
te mudar

mas

ninguém muda ninguém

ter você
e quebrar você
te colar
consertar você

mas

ninguém cola ninguém

ser você
aceitar você
dizer sim
encontrar você

 

Anúncios