You are currently browsing the category archive for the ‘poemas’ category.

GAVETA

sábado carregamos
o poeta que morreu
de tanto viver

daqui do chão
ficou difícil encontrar
um céu para ericson pires

lugar de deus que não castiga
de festa que nunca termina
de foda que não acaba

puta merda caralho
sujando a cama
minha alma anagrama de lama

Anúncios

———————————————————————————–

Poema de Ninguém muda ninguém.

Mais três capas do livro, todas pintadas nos últimos dias. Ainda preciso fazer 230 pinturas até o dia do lançamento (10 de novembro, Bar Salvação, Rio de Janeiro):

Para tirar as dúvidas: “Ninguém muda ninguém” só será lançado no dia 10/11 (e apenas no Rio de Janeiro). Um segundo lote de 300 livros será vendido pela internet no dia 13/11, eu aviso vocês. As capas pintadas hoje:

Mais capas do livro Ninguém Muda Ninguém. Agora usei acrílica:

Comecei a desenhar algumas das 600 capas do meu novo livro. São poemas, desenhos, cartas e fotos. Farei um único lançamento em Novembro, mas reservei metade da tiragem para venda pela internet. Desculpem a qualidade das fotos, foram feitas com um telefone.

ORIGINAIS DO AUTOR

SERIGRAFIAS – ANDRÉ DAHMER

SERIGRAFIAS - ANDRÉ DAHMER

O Livro Negro

O Livro Negro de André Dahmer

A CABEÇA É A ILHA

Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 418 outros seguidores